Em debate na Anvisa e Senado, maconha ganha empurrão informativo

Em debate na Anvisa e Senado, maconha ganha empurrão informativo

Coluna do Broadcast

16 de agosto de 2019 | 06h00

Enquanto a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e o Senado discutem o uso da maconha para fins medicinais, o tema ganha mais abrangência no Brasil. A farmacêutica canadense Verdemed montou uma plataforma de informações e serviços de apoio à importação de produtos feitos à base de canabinoides. Com quatro frentes, o portal trará dados sobre o uso medicinal da maconha no Brasil e no mundo, conteúdos técnicos para médicos e ainda orientações quanto aos trâmites de importação direta para uso pessoal. Com a ofensiva, a canadense espera ter 20% desse mercado no Brasil em 2020.

Remédio. A Anvisa não só debate uma proposta de cultivo da maconha medicinal no País bem como fez sugestões para simplificar o registro de medicamentos à base da cannabis. Enquanto isso, o Senado se prepara para debater no segundo semestre a legalização do plantio comercial da erva.

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Siga a @colunadobroadcast no Twitter

Tudo o que sabemos sobre:

medicina

Tendências: