Em meio à crise, Paranapanema contrata Felsberg, especializado em RJ

Em meio à crise, Paranapanema contrata Felsberg, especializado em RJ

Fernanda Guimarães

06 de dezembro de 2020 | 05h30

 

Foto: Divulgação

A Paranapanema, que há dez anos já foi alvo de tentativa de compra da mineradora Vale, passará por mais um processo de reestruturação de suas dívidas. A produtora de cobre, que vive séria dificuldade financeira, começou a procurar especialistas no começo do ano. Há cerca de uma semana, fechou o contrato com o escritório de Thomas Felsberg, um dos nomes mais atuantes em recuperação judicial do País. Com dívidas da ordem de R$ 2 bilhões e patrimônio negativo em R$ 357 milhões, a Paranapanema já vê credores pedindo sua falência. Foi o caso do Scotiabank, que na última quinta-feira, 3, pediu a falência do grupo na 1ª vara Regional Empresarial e de Conflitos Relacionados à Arbitragem da 1ª Região Administrativa Judiciária do Estado de São Paulo. O banco canadense alegou a falta de pagamento de uma dívida de R$ 174 milhões. Procurada, a Paranapanema afirma que o “propósito da contratação do Felsberg Advogados é para apoiar a Paranapanema no processo de renegociação e reestruturação de nossas dívidas, processo este ainda em curso pela empresa”.

Dúvidas. Na carta dos auditores do demonstrativo financeiro do terceiro trimestre, a PwC, que assina o documento, afirma que a empresa tinha diversas demandas judiciais, acima de R$ 1 bilhão, sem provisões constituídas. “A situação patrimonial e financeira da companhia, aliada à incerteza sobre o êxito na renegociação das condições da dívida, notadamente o alinhamento entre os fluxos de pagamentos de principal e juros com a geração de caixa, indica a existência de circunstância que pode levantar dúvida significativa sobre sua continuidade operacional”, segundo o documento. Neste ano, a ação da Paranapanema acumula queda de mais de 60%.

Era do cobre. Em 2010, a Vale fez uma oferta voluntária pela compra da Paranpanema, em um leilão em Bolsa de valores. No entanto, não teve adesão que considerou suficiente para concluir a transação. A intenção era adquirir 100% dos papéis.

Esta reportagem foi publicada no Broadcast+ no dia 04/12/2020 às 16:53:14.

O Broadcast+ é a plataforma líder no mercado financeiro com notícias e cotações em tempo real, além de análises e outras funcionalidades para auxiliar na tomada de decisão.

Para saber mais sobre o Broadcast+ e solicitar uma demonstração, acesse

Tudo o que sabemos sobre:

ParanapanemaFelsberg

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.