Em três meses, São Paulo faz quase metade das vendas de imóveis do ano

Circe Bonatelli

29 de novembro de 2020 | 05h00

As vendas do setor imobiliário em São Paulo continuam altas após a flexibilização da quarentena e a reabertura dos estandes na capital paulista. Entre agosto e outubro, foram comercializados 17.049 imóveis residenciais novos, o equivalente a 45% do total do ano inteiro, evidenciando a recuperação rápida do setor. A pesquisa foi realizada pelo Sindicato da Habitação (Secovi-SP) e antecipada para a Coluna.

Em alta. O levantamento mostra também que, em outubro, foram vendidos 5.552 imóveis, 7,9% a mais do que em setembro e 38% acima do registrado no mesmo mês do ano passado. No acumulado dos últimos 12 meses, as vendas totalizaram 51.244 unidades, crescimento de 13,1% ante o período de 12 meses anterior.

Campeões. Os apartamentos de dois quartos foram os mais vendidos de outubro (54% do total). Em termos de valores, as campeãs são as residências de até R$ 240 mil, dentro do Minha Casa Minha Vida (59%).

Lançamentos. As construtoras lançaram 6.220 unidades em outubro, 0,3% menos do que em setembro e 10,5% abaixo do mesmo mês do ano passado. E no acumulado dos últimos 12 meses, os lançamentos somaram 55.920 unidades, 2,9% abaixo.

Estoque. Com esses resultados, o estoque de apartamentos (na planta, em obras e recém-construídos) chegou a 32.544 unidades, 2,3% superior a setembro e 11% a mais do que no mesmo mês do ano passado.

 

Esta reportagem foi publicada no Broadcast+ no dia 27/11/2020 às 15:42:59 .

O Broadcast+ é a plataforma líder no mercado financeiro com notícias e cotações em tempo real, além de análises e outras funcionalidades para auxiliar na tomada de decisão.

Para saber mais sobre o Broadcast+ e solicitar uma demonstração, acesse

http://www.broadcast.com.br/produtos/broadcastplus/

Tudo o que sabemos sobre:

imóveissecovi

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: