Empresa de fretamento aéreo faz, em seis meses, mesmo número de voos de 2019

Empresa de fretamento aéreo faz, em seis meses, mesmo número de voos de 2019

Cristiane Barbieri

21 de julho de 2020 | 05h00

Frete aéreo

Global XRS – Air Charter / DIVULGAÇÃO

Maior empresa em fretamentos aéreos do mundo, a inglesa Air Charter Service (ACS) fez, em seis meses de 2020, o mesmo número de voos no Brasil e na América Latina do que todo o ano de 2019. Até maio, haviam sido 85 fretamentos (entre cargas e passageiros). Um mês depois, foram alcançados todos os 120 de 2019.

Pessoas físicas fretaram voos para sair do País

Com a crise dos voos comerciais, os fretamentos têm sido a principal alternativa aérea a quem precisa de transporte. Segundo Ana Benavente, diretora da Air Charter Service para a América do Sul, a maior demanda para pessoas físicas foi de quem mora fora do Brasil e quis ou precisou voltar para casa. Outros deixaram o Brasil com medo do vírus e partiram para países nos quais o vírus já estava controlado.

Para cargas, a demanda extra veio de insumos de saúde. Globalmente, a empresa já transportou 25 mil toneladas de Equipamentos de Proteção Individual (EPIS) e repatriou mais de 20 mil passageiros desde o início da pandemia.

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Siga a @colunadobroad no Twitter

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.