Empresários criam plataforma para facilitar negócios em saneamento básico

Empresários criam plataforma para facilitar negócios em saneamento básico

Cynthia Decloedt

26 de setembro de 2021 | 05h20

Imagem aérea da Cedae,  que foi leiloada este ano  Foto: Wilton Júnior/Estadão

Com as oportunidades criadas pela revisão do marco legal do saneamento no ano passado, três empresários com passagens pelo setor, nas áreas pública e privada, lançaram uma plataforma para integrar soluções e promover parcerias em saneamento. A proposta da Cristalina, nome da nova empresa, é atuar como prestadora de serviços, assessorando investidores financeiros e operações de saneamento em concessões e Parcerias Público Privadas (PPPs).

Yves Besse, presidente da Cristalina, foi CAB Ambiental (atual Iguá) e presidente da Associação Brasileira dos Concessionários Privados dos Serviços Públicos de Água e Esgoto (Abcon); Paulo Uebel, vice-presidente, atuou como secretário especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital do Ministério da Economia entre 2019 e 2020; e Daniela Pinho, diretora-executiva, também esteve na CAB Ambiental. Diante das necessidades do País, este é um mercado tem potencial de movimentar R$ 700 bilhões para universalização de água e esgoto, até 2033.

 

Esta nota foi publicada no Broadcast+ no dia 24/09/2021 às 17h18.

Broadcast+ é a plataforma líder no mercado financeiro com notícias e cotações em tempo real, além de análises e outras funcionalidades para auxiliar na tomada de decisão.

Para saber mais sobre o Broadcast+ e solicitar uma demonstração, acesse

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.