Empresários franceses esperam 2021 melhor no Brasil, mas mantêm cautela

Empresários franceses esperam 2021 melhor no Brasil, mas mantêm cautela

Eduardo Gayer

08 de janeiro de 2021 | 05h05

Envase de creme para as mãos em fábrica de cosméticos no interior paulista. Crédito da foto: Amanda Perobelli / Estadão

Apostando na recuperação econômica, a maioria dos empresários franceses que atuam no Brasil consultados pelo instituto de pesquisas Ipsos vê um 2021 melhor que 2020. Segundo levantamento com representantes de empresas associadas à Câmara de Comércio Internacional França-Brasil (CCIFB), 77% esperam um ano melhor, enquanto 16% preveem situação igual e outros 7%, pior.

Pé atrás. A pesquisa da Ipsos também perguntou aos associados suas expectativas para fusões e aquisições nos próximos 12 meses. Nesse caso, os entrevistados são mais cautelosos: só 20% têm esse tipo de operação no cenário-base para 2020. O instituto de pesquisas ouviu membros de empresas como Carrefour, Total e BNP Paribas ao longo de dezembro.

Contato: colunabroadcast@estadao.com

 

 

Esta reportagem foi publicada no Broadcast+ no dia 07/01/2021 às 16:50

O Broadcast+ é a plataforma líder no mercado financeiro com notícias e cotações em tempo real, além de análises e outras funcionalidades para auxiliar na tomada de decisão.

Para saber mais sobre o Broadcast+ e solicitar uma demonstração, acesse
http://www.broadcast.com.br/produtos/broadcastplus/

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Tudo o que sabemos sobre:

câmara de comérciofrança

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: