Empresas brasileiras pretendem aumentar investimentos em cibersegurança

Empresas brasileiras pretendem aumentar investimentos em cibersegurança

Coluna do Broadcast

29 de outubro de 2019 | 04h00

Os empresários brasileiros estão atentos aos crescentes riscos de ataques cibernéticos a seus sistemas. A consultoria Marsh levantou, em pesquisa conduzida em parceria com a Microsoft, que 70% dos executivos planejam investir mais em tecnologia de cibersegurança nos próximos três anos e 65% tem a capacitação de pessoal como uma segunda prioridade. Outros 33% dos entrevistados também vão investir em seguro cibernético. A pesquisa foi realizada com 96 executivos de liderança de grandes e médias empresas nacionais e multinacionais entre fevereiro e março deste ano.
Telhado de vidro. O que mais tira o sono dos empresários é a vulnerabilidade frente aos ataques e 68% dos que vão investir em cibersegurança estarão focados justamente em reduzir as janelas de oportunidades para os hackers. A entrada em vigor da nova Lei Geral de Proteção de Dados, prevista para o segundo semestre de 2020, igualmente compõe o leque de motivações para esse tipo de investimento.
Siga a @colunadobroadcast no Twitter

Tudo o que sabemos sobre:

cibersegurança

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.