Empresas de alimentos brigam pela marca “Laura”

Coluna do Broadcast

03 de maio de 2017 | 05h00

A multinacional de alimentos Bimbo, dona da Pullmann e da Plus Vita, derrubou no Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro o pedido para anular suas marcas que remetem ao nome “Laura”. A Moinho Hortolândia defendia a anulação dos produtos Chocolaura, Laurinha, Laurattone, Gran Laura, Laura e Panifício Laura, alegando ser titular do registro anterior, a marca Dona Laura, que assinala a farinha de trigo feita pela empresa. O desembargador Messod Azulay, da 2ª Turma Especializada do Tribunal Regional Federal da 2ª Região, confirmou em decisão, a validade para as marcas registradas pela Bimbo, que contou com defesa do escritório Montaury Pimenta, Machado & Vieira de Mello.

 

Siga a @colunadobroad no Twitter

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: