Empresas de tecnologia de educação se unem para liderar transformação nas escolas

Empresas de tecnologia de educação se unem para liderar transformação nas escolas

Cynthia Decloedt

03 de setembro de 2020 | 12h07

Observando as dores de seus clientes com o isolamento social na pandemia, as empresas de tecnologia voltadas para a educação Edutt, Youtz e Nuvem Mestra, se uniram para abraçar um mercado bastante promissor e que se viu repentinamente obrigado a adaptar conteúdos para o ensino remoto e digital. A estratégia é ambiciosa. Com uma carteira com 700 clientes entre escolas, como o Pueri Domos, Cultura Inglesa e Maple Bear, além de universidades e presença também no Chile, Argentina e Colômbia a nova empresa, Inicie Educação, quer alcançar R$ 100 milhões em valor de mercado em três anos. Nesse percurso, estará focada em ganhar musculatura, por meio de aquisições e expansão da rede, mirando, ao final, a atração de um sócio-investidor.

Tamanho. Em termos de faturamento, as três juntas somam cerca de R$ 7 milhões. Com a união, projetam elevar esse número para R$ 10 milhões até o final do ano e mais que dobrar em 2021, para os R$ 24 milhões.

Proposta. O projeto da Inicie Educação consiste em dar as escolas tudo o que precisam em um único provedor digital, passando de formação de docentes, gestão do aprendizado, temas e conteúdos, até soluções tecnológicas. A Nuvem Mestra, com cinco anos de estrada e desenvolvedora da metodologia, já é a principal parceira da Google for Education na América Latina.

contato: colunadobroad@estadao.com

Siga a @colunadobroad no Twitter

Tudo o que sabemos sobre:

educação#ensinodigital#aulavirtual

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: