Empresas repassaram 70% do valor prometido a Fiocruz para vacina da Covid

Empresas repassaram 70% do valor prometido a Fiocruz para vacina da Covid

Circe Bonatelli

27 de setembro de 2020 | 05h15

O consórcio de empresas e fundações que anunciou, em 7 de agosto, a doação de R$ 100 milhões para auxiliar a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) a produzir uma futura vacina contra o coronavírus já concluiu mais da metade dos repasses prometidos. Desde o anúncio, o acordo ainda demorou quase um mês para ser fechado (4 de setembro) devido ao acerto de burocracias. A partir daí, R$ 70 milhões já foram liberados, segundo informaram ambas as partes à Coluna.

União faz a força. A doação é uma iniciativa conjunta de Ambev, Americanas, Itaú Unibanco, Stone, Instituto Votorantim, Fundação Lemann, Fundação Brava e Behring Family Foundation. O investimento empresarial vai ajudar na compra e na instalação de equipamentos complementares aos já existentes na Fiocruz, além dos serviços necessários para a transferência de tecnologia.

Testes. A vacina a ser produzida ali é a mesma que vem sendo desenvolvida pela Universidade de Oxford com a farmacêutica britânica AstraZeneca – e está na última fase de testes. Os estudos chegaram a ser paralisados por quase uma semana no começo deste mês, após um participante apresentar reações adversas, despertando a preocupação da comunidade internacional, especialmente do governo de Jair Bolsonaro, que aposta bastante nesta vacina.

Dedos cruzados. Poucos dias após a paralisação, o estudo foi retomado, após a revisão da segurança dos procedimentos. Se o projeto for concluído com sucesso, a vacina pode começar a ser produzida no País, no começo do ano que vem. A doação empresarial está se somando ao montante de R$ 1,9 bilhão em recursos públicos destinados para a Fiocruz por meio de Medida Provisória editada pelo governo federal em agosto.

contato: colunabroadcast@estadao.com

Siga a @colunadobroad no Twitter

Tudo o que sabemos sobre:

#covid-19#fiocruz

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: