Ex-Cielo será número 1 da Rappi, investida do Softbank, no Brasil

Ex-Cielo será número 1 da Rappi, investida do Softbank, no Brasil

Aline Bronzati

08 de janeiro de 2020 | 05h00

Entregador do Rappi. FOTO TIAGO QUEIROZ / ESTADÃO

O ex-Cielo Sergio Saraiva será o número um da startup colombiana Rappi no Brasil. Ele renunciou ao cargo de vice-presidente executivo da empresa de maquininhas de Bradesco e Banco do Brasil ontem, dia 06, com efeitos a partir do dia 14 de janeiro. Saraiva está na Cielo há dois anos. Seu futuro substituto ainda não teria sido escolhido.

Saiba mais: Como o Rappi pode bagunçar o mercado de conveniência no País

De Norte a Sul. Criada em 2015, a Rappi, investida do conglomerado japonês Softbank, desembarcou no Brasil em meados de 2017. De lá para cá, a novata, que oferece uma rede de produtos e serviços de diversas categorias, colocou os pés em mais de 40 cidades brasileiras.

Com a palavra. Procurada, a Rappi não comentou. A Cielo afirma que a saída de Saraiva estava prevista desde o ano passado e que o presidente da companhia, Paulo Caffarelli, está cuidando de sua substituição.

Notícia publicada no Broadcast no dia 07/01/2020, às 16:18:51

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Siga a @colunadobroadcast no Twitter

 

Tudo o que sabemos sobre:

Rappi

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: