Ex-Inpar, Viver recebe aval da Justiça para encerrar processo de recuperação judicial

Ex-Inpar, Viver recebe aval da Justiça para encerrar processo de recuperação judicial

Circe Bonatelli

03 de agosto de 2021 | 05h30

Daniel Teixeira/Estadão

A incorporadora e construtora Viver, ex-Inpar, recebeu autorização para sair do longo processo de recuperação judicial, iniciado em 2016. A informação consta em despacho do juiz da 2ª Vara de Falências e Recuperações Judiciais, Paulo Furtado de Oliveira, publicado na tarde desta segunda-feira, 2.

Após acumular dívidas de R$ 1,3 bilhão, a Viver foi a primeira incorporadora de capital aberto a pedir recuperação judicial. A empresa foi à lona em meio à maior recessão da história brasileira, que espantou os compradores de imóveis e provocou uma onda de distratos de vendas. O mesmo problema acertou em cheio à PDG Realty, que permanece em recuperação judicial.

Os maiores credores da Viver eram Bradesco, Polo Capital e Caixa Econômica Federal. De acordo com o administrador judicial do processo, a empresa de construção está adimplente com suas obrigações até o presente momento.

Plano previa a finalização de apartamentos inacabados

O plano de recuperação consistiu, em síntese, na entrega da incorporadora aos credores por meio da conversão das dívidas em ações, além de acordo com consumidores para finalizar mais de 700 apartamentos inacabados – o que ainda não foi totalmente concluído. Para isso, a Viver chegou a criar uma empresa especializada em terminar obras paradas, a Solv.

Quando o processo começou, o principal acionista era a gestora norte-americana Paladin Realty Partners, com 25% das ações. Desde então houve uma transformação no quadro de acionistas. Hoje, o controle está nas mãos da Jive – gestora com foco em ativos estressados – com fatia de 31%.

Esta nota foi publicada no Broadcast+ no dia 02/08/2021, às 14h34.

O Broadcast+ é uma plataforma líder no mercado financeiro com notícias e cotações em tempo real, além de análises e outras funcionalidades para auxiliar na tomada de decisão.Para saber mais sobre o Broadcast+ e solicitar uma demonstração, acesse 

 

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Siga a @colunadobroad no Twitter

Tudo o que sabemos sobre:

viverinparrecuperação judicial

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.