Fabricantes brasileiros doam 10 mil pares de calçados a refugiados ucranianos

Fabricantes brasileiros doam 10 mil pares de calçados a refugiados ucranianos

Alda do Amaral Rocha

13 de abril de 2022 | 05h30

Calçados para doação preparados para embarque   Foto: Armando Farina/Divulgação

A crise humanitária na Ucrânia por causa da invasão russa, que levou ao menos 4,5 milhões de pessoas a deixarem o país do Leste Europeu, uniu empresas do setor calçadista brasileiro numa mobilização para ajudar os refugiados. Até agora, as companhias já forneceram mais de 10 mil pares de calçados para doação a refugiados ucranianos, numa articulação da Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados) e da BBG Brazil, empresa que atua como agente de exportação.

O presidente-executivo da Abicalçados, Haroldo Ferreira, afirma que a meta é arrecadar um volume maior de produtos. As doações e parcerias para a logística estão sendo articuladas. Um carregamento de 1,4 mil pares de calçados já foi enviado para doação. O embarque foi feito em meados de março e a carga chegou nesta terça-feira (12) ao destino, na fronteira entre a Polônia e a Ucrânia.

Logística

Na operação, os doadores enviam os calçados a Nova Hamburgo (RS), de onde são transportados até o porto de Rio Grande. No terminal, os produtos são alocados em contêineres com espaços vagos, sem custo aos doadores. O destino é Hamburgo e, do porto alemão, a carga vai de caminhão até um centro humanitário na cidade polonesa de Przemysl, na fronteira com a Ucrânia.

Outro embarque, com 9  mil pares de calçados, está previsto para 27 de abril, segundo a Abicalçados. Participam da mobilização, até agora, as marcas Sugar Shoes, Wirth, Piccadilly, Klin, Pegada, Cocco Miami, Calçados Sandra, Andacco, Zenglein e Gonçalves Calçados. A entidade espera novas adesões.

 

Esta nota foi publicada no Broadcast no dia 12/04/22, às 17h29.

O Broadcast+ é uma plataforma líder no mercado financeiro com notícias e cotações em tempo real, além de análises e outras funcionalidades para auxiliar na tomada de decisão.

Para saber mais sobre o Broadcast+ e solicitar uma demonstração, acesse.

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.