Fintech russa abre fundo de R$ 300 mi para alavancar empréstimos no Brasil

Fintech russa abre fundo de R$ 300 mi para alavancar empréstimos no Brasil

Economia & Negócios

22 de março de 2019 | 04h00

A fintech russa ID Finance, que atua no segmento de empréstimo pessoal no Brasil desde o fim de 2016, está estruturando um fundo de investimento em direitos creditórios (FIDC) para impulsionar sua operação no País. Com o fundo, que pretende captar até R$ 300 milhões, pela primeira vez a empresa vai levantar recursos no próprio mercado brasileiro para serem repassados aos tomadores de empréstimos. Até o momento, o operação tem sido mantida com recursos trazidos pela ID Finance do exterior.

Parceiros. A Captalys será a gestora do fundo de recebíveis, que terá ainda a BRL Trust como custodiante e, como cedente, a financeira Socinal, que já é a parceira local dos russos em suas operações de empréstimos. Boris Batine, CEO da ID Finance, e Alexander Dunaev, chefe de operações, chegaram ao Brasil na quarta-feira pela manhã e tinham agenda cheia até esta sexta. A estruturação do fundo estava entre suas missões na passagem pelo País. A pauta incluía ainda o trabalho da fintech de obter do Banco Central a licença de Sociedade de Crédito Direto, instrumento que permitirá aos russos atuar no Brasil sem a necessidade de um intermediário – papel que hoje cabe à Socinal.

Dinheiro triplicado. A ID Finance oferece empréstimos por meio da plataforma Moneyman. Os desembolsos têm limite máximo de R$ 3 mil e pessoas físicas como seu principal nicho de atuação. No ano passado, a fintech realizou empréstimos que somaram cerca de US$ 30 milhões. Neste ano, a empresa pretende triplicar esse montante.//Patrick Cruz

Siga a @colunadobroad no Twitter

Para ver a Coluna do Broadcast sem o delay assine o Broadcast+

Mais conteúdo sobre:

fintechcrédito