Fortesec vê espaço para ampliar em 50% as emissões de recebíveis em 2022

Fortesec vê espaço para ampliar em 50% as emissões de recebíveis em 2022

Circe Bonatelli

24 de dezembro de 2021 | 05h05

Loteamento no interior de São Paulo. Setor recorre aos CRIs para financiar projetos e obras. Crédito da foto: Divulgação Urba

 

Apesar das turbulências da economia, a securitizadora Fortesec projeta para 2022 um crescimento de aproximadamente 50% nas emissões de certificados de recebíveis, contando imobiliários e de agronegócios – os CRIs e os CRAs, respectivamente. São esperados perto de R$ 5 bilhões em operações próprias. No seu portfólio, a Fortesec contabiliza mais de 150 projetos, com quase R$ 10 bilhões em emissões. Só em 2021, foram mais de R$ 3 bilhões.

Mais seletivo. Embora haja uma tendência de retração em novos empreendimentos imobiliários com a piora da economia, a Fortesec aponta uma demanda resiliente por CRIs, vinda de grupos empresariais que até podem desacelerar o ritmo das atividades, mas não passarão o ano sem lançamentos. Esse é o caso de empresas que trabalham com loteamentos (como da foto acima) e multipropriedades, setores que não têm uma linha bancária específica à disposição e, por isso, costumam recorrer aos CRIs para financiar seus negócios.

Agro é pop. No caso dos CRAs, há expectativa de uma demanda crescente com a chegada dos fundos de investimentos nas cadeias produtivas agroindustriais (Fiagros), que foram regulamentados em agosto. O Fiagro é um fundo que permite a pessoa física ou jurídica investir em propriedades rurais ou títulos do ramo, como os CRAs. Os fundos do agronegócio registrados na CVM desde então preveem captações perto de R$ 6 bilhões.

 

Esta nota foi publicada no Broadcast+ no dia 23/11/2021 às 16h39

O Broadcast+ é a plataforma líder no mercado financeiro com notícias e cotações em tempo real, além de análises e outras funcionalidades para auxiliar na tomada de decisão.

Para saber mais sobre o Broadcast+ e solicitar uma demonstração, acesse
http://www.broadcast.com.br/produtos/broadcastplus/

Tudo o que sabemos sobre:

securitização; CRI; CRA; Fortesec

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.