Fundações se blindaram de mudanças na Eldorado

Fundações se blindaram de mudanças na Eldorado

Coluna do Broadcast

06 Setembro 2018 | 04h00

Atentos à possibilidade de uma eventual mudança do acordo de venda do controle da Eldorado para a Paper Excellence, os fundos de pensão dos funcionários da Caixa Econômica Federal (Funcef) e da Petrobras (Petros), que detinham 17% na fabricante brasileira de celulose, se resguardaram.

No contrato que selou a venda, no ano passado, existe uma cláusula prevendo que, no caso de a Eldorado ser vendida a um preço ou condição superior ao acertado com a Paper Excellence, o mesmo terá de ser compartilhado com as fundações.

Na quarta-feira, a Eldorado comunicou ao mercado que a J&F Investimentos havia exercido o direito de extinguir o contrato para a venda de sua participação acionária no capital social da companhia para a Paper Excellence. Apesar disso, uma eventual venda a terceiros só poderá acontecer após essa disputa entre as duas partes ser resolvida, provavelmente em câmara de arbitragem, o que tende a levar pelo menos dois anos. Procurados, os fundos não comentaram.

Siga a @colunadobroad no Twitter

Mais conteúdo sobre:

Paper ExcellenceJBS