Fundo de shopping faz redução temporária de taxa de gestão por pandemia

Fundo de shopping faz redução temporária de taxa de gestão por pandemia

Fernanda Guimarães

02 de agosto de 2020 | 05h00

Empty seats and tables are seen at a
shopping mall on March 16, 2020 in Dortmund, where activities came to a halt due to the novel coronavirus. (Photo by Ina FASSBENDER / AFP)

O fundo imobiliário especializado em shopping centers da gestora Vinci resolveu fazer um movimento ainda novo no mercado brasileiro: reduziu, por 12 meses, sua taxa de administração. A crise provocada pela pandemia minguou os ganhos desse segmento e a gestora informou a seus cotistas que 33% das taxas cobradas voltarão em favor do fundo ao longo desse período. Além da crise do setor, a gestora citou que o corte da cobrança nesse período busca “minimizar os efeitos da crise decorrente da pandemia do Covid-19 para seus investidores”. A taxa de administração é de 1,35% ao ano.

Tá dentro. No portfólio de ativos está o Shopping Granja Viana, o Minas Shopping e o Shopping ABC – ao todo são 13 espalhados pelo País. Desde o início de junho, a gestora tem informado sobre o vai e vem de alguns de seus shoppings. O Iguatemi Florianópolis, por exemplo, após dois meses reaberto.

Esta reportagem foi publicada no Broadcast+ no dia31/07/2020 às 15:25:06 .

O Broadcast+ é uma plataforma líder no mercado financeiro com notícias e cotações em tempo real, além de análises e outras funcionalidades para auxiliar na tomada de decisão.

Para saber mais sobre o Broadcast+ e solicitar uma demonstração, acesse http://www.broadcast.com.br/produtos/broadcastplus/

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.