Fusões e aquisições têm recorde em 2020

Fusões e aquisições têm recorde em 2020

Fernanda Guimarães

06 de dezembro de 2020 | 05h00

A pandemia acelerou os movimentos de fusões e aquisições (M&A, na sigla em inglês) no Brasil. De janeiro a outubro foram anunciadas 802 transações, aumento de 13% em relação ao mesmo período do ano passado, segundo dados da consultoria PwC. A média para o período nos últimos cinco anos foi de 574 operações. Em 2019, o total de transações em todo o ano foi de 912. O recorde anterior do acumulado em dez meses foi no ano de 2014, quando foram anunciadas 717 fusões ou aquisições.

Tech. O setor de TI se mantém na liderança, com 305 de transações no período acumulado até outubro. O aumento foi de 41% ante igual intervalo do ano passado e evidencia a busca das empresas por mais tecnologia e digitalização, movimento que se acelerou com a pandemia.

Confiança. No período consolidado de 2020, as transações envolvendo investidores nacionais corresponderam a 74% das aquisições e compras minoritárias, máxima histórica para o período.

Esse caiu. As privatizações e concessões representam 19 transações no período – ou 44% de queda em relação ao mesmo período de 2019 (34 transações).

 

Esta reportagem foi publicada no Broadcast+ no dia 04/12/2020 às 15:40:57.

O Broadcast+ é a plataforma líder no mercado financeiro com notícias e cotações em tempo real, além de análises e outras funcionalidades para auxiliar na tomada de decisão.

Para saber mais sobre o Broadcast+ e solicitar uma demonstração, acesse

Tudo o que sabemos sobre:

M&Apwc

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.