Gávea, de Armínio Fraga, se desfaz de parte de investimento na Energisa

Gávea, de Armínio Fraga, se desfaz de parte de investimento na Energisa

Economia & Negócios

25 de julho de 2018 | 04h00

O fundo de private equity Gávea, do ex-presidente do Banco Central Armínio Fraga, vendeu anteontem parte das ações detidas na Energisa. No total, a gestora se desfez de oito milhões de units, o correspondente a 3,20% desses papéis – 1,11% das ações ordinárias e 3,17% das preferenciais. O fundo detinha, antes da operação, 3,95% das ordinárias e 11,26% das preferenciais.

Salto. A transação foi feita por meio de um “block trade”, que é uma oferta de um bloco de ações em um leilão em bolsa. A operação impulsionou os negócios com o papel da Energisa, que movimentou na segunda-feira cerca de nove vezes mais do que a média do último mês. No acumulado de 12 meses, as units da Energisa registram alta na casa dos 25%. Procurados, Energisa e Gávea preferiram não comentar. (com Luciana Collet)

Para ver a Coluna do Broadcast sem o delay assine o Broadcast+ e veja todos as notícias em tempo real.

Siga a @colunadobroad no Twitter

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.