Getnet aposta em crediário do cartão e vê oportunidade com digitalização

Getnet aposta em crediário do cartão e vê oportunidade com digitalização

André Italo Rocha

29 de outubro de 2020 | 05h28

A Getnet, empresa de maquininhas do Santander, quer aproveitar o ambiente de juros baixos para apostar no crediário do cartão de crédito. A companhia se lançou no segmento no ano passado e, em 2020, cresceu 62% nas transações, impulsionadas principalmente pelo consumo de bens duráveis.

Tava fora. Parte do aumento se deve à base baixa de comparação. Mas, para O CEO da Getnet, Pedro Coutinho, há potencial de crescimento pela inclusão bancária, com a digitalização que aconteceu na pandemia. São milhões de pessoas inseridas no sistema bancário, principalmente em razão do auxílio emergencial.

Entrou no jogo. Para Coutinho, parte relevante delas, em algum momento, passará a usar também o cartão de crédito – e terão de financiar o consumo. Segundo ele, o parcelamento no cartão se viabilizou principalmente em razão do nível baixo da Selic, a 2% ao ano.

 

contato: colunadobroadcast@estadao.com

Siga a @colunadobroad no Twitter

Tudo o que sabemos sobre:

CartõesGetNet

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: