Gigante de conectividade de pagamentos, TNS começa a operar no Brasil

Gigante de conectividade de pagamentos, TNS começa a operar no Brasil

Cristiane Barbieri

09 de julho de 2020 | 05h00

Matriz da TNS em Reston, Virginia, EUA Créditos da foto: Tom Barry/TNS

Gigante global em conectividade de meios de pagamentos, a gigante TNS (Transaction Network Services) inicia esta semana suas operações no Brasil. Com escritórios em 19 países e presença em mais de 60, a norte-americana comprou a brasileira Link Solutions, especializada em internet das coisas, rastreamento e segurança, há um ano e meio. Após testar o mercado nacional, passa agora a usar a marca TNS no Brasil, que servirá de base de expansão para a América Latina.

Subsidiária já conseguiu negócios na América Latina

A operação brasileira já garantiu contratos no Peru, Argentina, Chile e México. Apesar de a marca Link deixar de existir, o fundador da empresa, Alexandro Araújo Silva, será o responsável pela América Latina da TNS. Entre outras oportunidades, a empresa está de olho no mercado de internet das coisas, que deve movimentar R$ 3,2 bilhões até 2021, segundo o Banco Interamericano de Desenvolvimento.

Esta notícia foi publicada no Broadcast no dia 08/07 às 17:07

contato: colunadobroadcast@estadao.com

Siga a @colunadobroad no Twitter

Tudo o que sabemos sobre:

TNSmeios de pagamentotecnologiaIOT

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.