Grande São Paulo vai ganhar mais um shopping, o 45º da região

Grande São Paulo vai ganhar mais um shopping, o 45º da região

Circe Bonatelli

14 de julho de 2022 | 16h40

Ilustração do projeto do Central Park Plaza Shopping   Crédito: Central Park Urbanismo

A região metropolitana de São Paulo vai ganhar o seu 45º shopping center. O Central Park Plaza Shopping ficará em Vargem Grande Paulista, na Avenida Ivo Mário Isaac Pires, altura do nº 4000, do lado de Cotia. Com investimento de R$ 100 milhões, o projeto já está em obras e tem abertura prevista para a metade de 2023. Ao todo, 900 pessoas devem trabalhar no local após a inauguração.

A construção de novos centros de compras desacelerou no Brasil após o ciclo com dezenas de inaugurações na última década. Sobraram poucas cidades e bairros com terrenos livres e população com poder aquisitivo forte o suficiente para movimentar empreendimentos do gênero.

Incorporadora viu oportunidade na região

Mas a incorporadora Central Park Urbanismo, responsável pelo novo shopping, viu uma oportunidade no pedaço. Vargem Grande e Cotia têm, juntas, mais de 300 mil habitantes. Ao todo, circulam diariamente na região perto de 1 milhão de pessoas, quando incluem-se moradores das cidades vizinhas Embu das Artes, Embu-Guaçu, Ibiúna, São Roque, Itapevi, Itapecerica da Serra, Juquitiba, São Lourenço da Serra e Taboão da Serra. Já o shopping mais próximo fica a cerca de 20 quilômetros de distância, na Granja Viana.

A incorporadora também identificou movimentação imobiliária intensa na região. Há cerca de 15 empreendimentos em fase de aprovação e lançamento, como prédios residenciais, condomínios de casas e loteamentos industriais. Com isso, são esperados mais 45 mil habitantes nos entornos dos shoppings nos próximos anos. A prefeitura de Vargem Grande Paulista é uma das que adota alíquota reduzida de ISS, de 2%, para atrair investimentos. Em São Paulo, por exemplo, o ISS chega a até 5%.

A região metropolitana de São Paulo tem ao menos três shoppings em desenvolvimento, o que elevará o total na região para 48, segundo a Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce). Entre eles estão o Cidade das Artes (em Embu, já aberto parcialmente), o Trimais Places (no Tucuruvi, zona norte de São Paulo, com inauguração no fim deste ano) e o Partage Shopping (no Cambuci, centro de São Paulo, previsto para 2025). O mercado está em plena recuperação após o baque da pandemia. Em abril, o setor registrou a 13ª alta mensal consecutiva nas vendas.

Centro de compras terá 150 lojas, supermercado e cinema

O Central Park Plaza Shopping terá 22 mil m2 de área para lojistas, o que representa um empreendimento de médio porte. O local vai abrigar 150 lojas, supermercado, cinema com cinco salas, praça de alimentação para 420 pessoas e estacionamento com 800 vagas. O público-alvo são as famílias de renda média (classes B, C e D).

A fórmula do projeto também incluiu os ingredientes para tentar blindar o negócio contra o comércio eletrônico. Ou seja, buscou agregar atrações capazes de atrair o público até o local, como um centro de saúde com espaço para consultórios e laboratórios – nos mesmos moldes que a Multiplan, de José Isaac Peres, criou em seus novos shoppings. Terá também opções de lazer como quadras de beach tennis, pista para caminhada, boliche e playground. A arquitetura do projeto é do Escritório Jayme Lago Mestieri, e o paisagismo de Marcelo Faisal. A venda dos pontos para lojistas está com WE9 Resultados.

 

Esta nota foi publicada no Broadcast  no dia 14/07/22, às 10h43

O Broadcast+ é uma plataforma líder no mercado financeiro com notícias e cotações em tempo real, além de análises e outras funcionalidades para auxiliar na tomada de decisão.

Para saber mais sobre o Broadcast+ e solicitar uma demonstração, acesse.

Tudo o que sabemos sobre:

shopping centervarejomercado imobiliário

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.