Grupo de minoritários vai pedir que conselho da Usiminas tenha 14 membros

Grupo de minoritários vai pedir que conselho da Usiminas tenha 14 membros

Coluna do Broadcast

26 de abril de 2017 | 05h00

Às vésperas da Assembleia dos acionistas da Usiminas, um grupo de minoritários se prepara para solicitar o aumento do número de conselheiros da empresa, dos atuais 11 para 14. A solicitação ocorrerá na esteira do pedido de um dos minoritários da Usiminas, a Tempo Capital, pelo aumento de apenas uma vaga.

Não valeu

Na prática, o pedido da Tempo Capital acabou sendo inócuo. Isso porque o acordo de acionista da Usiminas exige que o grupo Ternium/Techint e Nippon Steel, sócias controladoras da empresa, tenham 50% dos assentos do conselho mais uma vaga. Se o colegiado tiver apenas 12 membros, a equação não fecha. Com esse número de membros, Ternium/Techint e Nippon teriam que ter quatro membros cada e não mais três, como é hoje. Assim, o número de vagas que iria aos minoritários cairia, ao invés de aumentar. Com 14, esse problema deixaria de existir.

Siga a @colunadobroad no Twitter