Hapvida fará follow on

Fernanda Guimarães

13 de julho de 2019 | 08h05

Depois da oferta da Notredame Intermédica, a operadora de planos de saúde Hapvida lançará sua oferta subsequente (follow on), aproveitando o momento do otimismo do mercado. A operação deve somar R$ 4 bilhões, superando, inclusive, sua oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês), feita há um pouco mais de um ano e que movimentou R$ 3,4 bilhões. A Hapvida já contratou os bancos BTG Pactual, Bank of America Merrill Lynch, Santander e Goldman Sachs para capitanearem o follow ow. A oferta foi noticiada ontem pela coluna.

Acabou. A nova captação ocorre após a operadora cearense consumir todos os recursos restantes de sua abertura de capital em aquisições para dar sequência ao seu projeto de expansão para as regiões Sudeste, Sul e Centro-Oeste. A maior dela foi o Grupo São Francisco, que tinha o Gávea como sócio, por R$ 5 bilhões. Em seu IPO, a ação da Hapvida foi precificada em R$ 23,50. Hoje, o papel está em quase R$ 42. Neste mês, as ações da operadora acumulam alta de 7%. Procurada, a Hapvida não comentou.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.