Hotmart pode fazer IPO na Nasdaq ainda este ano e Ebanx, em 2022

Hotmart pode fazer IPO na Nasdaq ainda este ano e Ebanx, em 2022

Altamiro Silva Junior, Cynthia Decloedt e Cristiane Barbieri

17 de setembro de 2021 | 05h10

Empresas brasileiras mantêm planos de lançar ações na Nasdaq  Foto: Andrew Kelly/ Reuters

Se o humor no mercado doméstico piorou muito nos últimos dias, as Bolsas norte-americanas seguem renovando recordes, o que anima empresas brasileiras a manterem os planos de lançar ações em Nova York. Uma das que deve fazer oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) ainda este ano é a plataforma para educação e cursos online Hotmart. A cada dia mais internacional, ela está em oito países e transferiu sua sede para Amsterdam. A paranaense Ebanx, que processa pagamentos, segue com os preparativos, e sua oferta é esperada para o começo de 2022.

A Hotmart trabalha desde o início do ano para o IPO e contratou os bancos JPMorgan, Morgan Stanley e Goldman Sachs. A operação pode movimentar cerca de US$ 400 milhões. Criada em 2011 pelo amigos de faculdade João Pedro Resende e Mateus Bicalho, a empresa chega em Nova York com a chancela de investidores bem conhecidos no mercado financeiro mundial, como a gestora General Atlantic e o fundo soberano de Cingapura GIC.

Já o Ebanx, que recebeu em junho aporte de US$ 430 milhões do fundo de private equity Advent e é famosa por fazer os pagamentos da empresa de streamig Spotify, pode captar valor semelhante ao da Hotmart. O ingresso da Advent como sócia minoritária foi feito com a intenção de levar a fintech à Bolsa. Só em 2020, o Ebanx, que está presente em 15 países da América Latina, processou 145 milhões de transações.

Um referencial importante de preço para o Ebanx em Nova York é a Dlocal, empresa de pagamentos uruguaia que fez um IPO de sucesso na Nasdaq, em junho. A Dlocal, que também tem o General Atlantic entre seus investidores, teve forte demanda, captou US$ 618 milhões e chegou a ser avaliada em US$ 11 bilhões.

Forte crescimento

Tanto a Hotmart quanto o Ebanx são empresas com crescimento forte (neste ponto comparadas ao Nubank), e operações importantes fora do Brasil, o que justifica a listagem na Nasdaq. O Nubank, aliás, está perto de listar suas ações, que deve ocorrer entre outubro e novembro. Segundo um banqueiro de investimentos, o banco digital pode ser avaliado em torno de US$ 50 bilhões.

Procurado, o Ebanx não comentou. A Hotmart informou em nota: “a abertura de capital é considerada como opção por qualquer empresa que esteja com crescimento acelerado, e conte com investidores externos, como é o nosso caso. Porém a Hotmart não tomou nenhuma decisão, nem tem previsão de anunciar um movimento nesse sentido, neste momento.”

 

Esta nota foi publicada no Broadcast+ no dia 16/09/2021 às 17h36.

Broadcast+ é a plataforma líder no mercado financeiro com notícias e cotações em tempo real, além de análises e outras funcionalidades para auxiliar na tomada de decisão.

Para saber mais sobre o Broadcast+ e solicitar uma demonstração, acesse

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Siga a @colunadobroad no Twitter

Tudo o que sabemos sobre:

IPOnasdaqHotmartEbanx#bolsa

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.