IFC deve liberar R$ 500 mi para projetos da Ser Educacional e de etanol

IFC deve liberar R$ 500 mi para projetos da Ser Educacional e de etanol

Altamiro Silva Junior

10 de março de 2022 | 05h15

Universidade Guarulhos, da Ser; recursos para melhorar plataformas digitais  Foto: Márcio Monteiro/Ser Educacional

O Banco Mundial, por meio de seu braço financeiro, a International Finance Corporation (IFC), deve desembolsar perto de R$ 500 milhões para dois projetos de investimento no Brasil. Um deles é da Ser Educacional, com empréstimo de US$ 40 milhões. Afetado pela pandemia, o grupo com sede em Recife pretende utilizar o dinheiro para contornar os impactos da covid-19, que afetou a vida de seus mais de 218 mil estudantes em todo o País. Assim, deve usar os recursos para melhorias em suas plataformas digitais e o desenvolvimento de novos produtos.

O outro aporte da IFC é um empréstimo de US$ 50 milhões para a usina Santa Adélia, produtora de açúcar, etanol e energia renovável, com sede em Jaboticabal (SP). A operação será em duas tranches – uma de US$ 30 milhões é de recursos do próprio organismo multilateral; o restante a IFC vai ajudar a buscar no mercado internacional. Os recursos vão ser usados para bancar projetos de investimento do grupo em 2022 e no ano que vem. Parte do dinheiro deve financiar um novo sistema de irrigação da plantação de cana-de-açúcar.

 

Esta nota foi publicada no Broadcast no dia 09/03/22, às 15h25.

O Broadcast+ é uma plataforma líder no mercado financeiro com notícias e cotações em tempo real, além de análises e outras funcionalidades para auxiliar na tomada de decisão.

Para saber mais sobre o Broadcast+ e solicitar uma demonstração, acesse.

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.