IFC tem US$ 100 mi para infraestrutura digital e olha dois projetos no Brasil

IFC tem US$ 100 mi para infraestrutura digital e olha dois projetos no Brasil

Altamiro Silva Junior

05 de setembro de 2021 | 05h10

Área de infraestrutura de telecomunicação está entre alvos do IFC

Os negócios de infraestrutura digital no Brasil chamaram atenção da International Finance Corporation (IFC), braço de investimento do Banco Mundial. O plano da instituição, que tem sede em Washington, é fazer aportes de até US$ 100 milhões nesse tipo de tecnologia em mercados emergentes, e dois projetos no País chamaram atenção: um data center sustentável e uma torre de telecomunicação.

A Scala Data Centers, que tem planos de investir R$ 2 bilhões até o ano que vem, com uma pegada sustentável, como o uso de energia renovável. A outra companhia é a Highline do Brasil, de infraestrutura de telecomunicação para a transmissão de voz e dados. Fundada pela gestora Pátria em 2012, foi adquirida pela DigitalBridge (ex-Digital Colony) em 2019, do mesmo grupo dono da Scala.

O board da IFC se reúne no dia 27 para discutir o investimento. Se aprovada, a estratégia será executada por meio do aconselhamento da DCP Fund Adviser, que tem como sócios a DigitalBridge e a Wafra, gestora com ativos de US$ 27 bilhões.

 

Esta nota foi publicada no Broadcast+ no dia 03/09/21 às 16h55.

O Broadcast+ é a plataforma líder no mercado financeiro com notícias e cotações em tempo real, além de análises e outras funcionalidades para auxiliar na tomada de decisão.

Para saber mais sobre o Broadcast+ e solicitar uma demonstração, acesse 

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.