Insolvência das companhias pode minar ajuste fiscal

Insolvência das companhias pode minar ajuste fiscal

Coluna do Broadcast

11 Novembro 2016 | 05h00

meirelles_dida_BLOG

(Foto: Dida Sampaio/Estadão)

A elevada alavancagem das companhias brasileiras poderá afetar drasticamente os planos de ajuste fiscal do governo, liderados pelo ministro da Fazenda, Henrique Meirelles. E o motivo é simples, segundo o executivo do alto escalão de um banco estrangeiro: muito endividadas, as empresas vendem ativos, cortam dividendos e investimentos.

Conta não fecha

Sem investimentos privados, a recuperação do PIB fica comprometida, afetando ainda mais a arrecadação do governo. Esse quadro atinge em cheio o ajuste e completa o círculo vicioso. “Sem resolver o privado, não se resolve o fiscal”, diz o executivo.

Mar mais calmo

A venda de ativos por empresas brasileiras deve deslanchar em 2017, segundo o executivo de um banco de investimento. Isso porque a avaliação das empresas (valuation) melhorou e o real mais valorizado pode tornar as ofertas mais atraentes.

Mais conteúdo sobre:

empresasHenrique Meirelles