Investidor de varejo terá seis dias para decidir se quer comprar ações da Eletrobras

Investidor de varejo terá seis dias para decidir se quer comprar ações da Eletrobras

Cynthia Decloedt

21 de maio de 2022 | 10h00

Torre de transmissão de energia de Itaipu, usina da Eletrobras   Foto:  Marcos Arcoverde/ AE

Os investidores de varejo terão seis dias, depois do lançamento da oferta, para decidir se querem comprar ações da Eletrobras no processo de privatização, quando o equivalente a R$ 30 bilhões será colocado à venda. As reservas para os que querem aplicar recursos parados no Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) para comprar ações poderão ser feitas durante três dias e meio após o anúncio da oferta e, para a migração de posições em Petrobras e Vale, de um dia e meio.

Dez grandes fundos institucionais se comprometeram com transação

Ainda não está claro quanto da oferta gigante da Eletrobras será destinado ao varejo, ou seja, ao investidor comum. Existem pelo menos 10 grandes fundos institucionais comprometidos a aderir à transação, o que seria suficiente para garantir o sucesso do processo em meio à turbulência que vivem os mercados. Mas dado o engajamento da indústria de fundos no processo, é certo que uma fatia chegará aos investidores comuns.

No intervalo entre o lançamento da oferta e o início do período de reservas, os investidores já poderão acessar o aplicativo da Caixa Econômica Federal (CEF) para indicar a instituição financeira de sua preferência. A Caixa autoriza a gestora a consultar o saldo do FGTS do cliente.

As gestoras já têm 17 fundos preparados para adquirir ações da Eletrobras, de acordo com informações da Comissão de Valores Mobiliários (CVM). As iniciativas foram estruturadas pelas gestoras do BB, Bradesco, Itaú, Santander, BTG Pactual, Safra, Caixa e Daycoval, além de XP, Genial e Guide. O Itaú está estruturando, além do fundo de migração e mútuo para investimento com recursos do FGTS, dois fundos de ações dedicados exclusivamente Às ações da Eletrobras, não vinculados ao uso do FGTS.

 

Esta nota foi publicada no Broadcast no dia 20/05/22, às 17h20

O Broadcast+ é uma plataforma líder no mercado financeiro com notícias e cotações em tempo real, além de análises e outras funcionalidades para auxiliar na tomada de decisão.

Para saber mais sobre o Broadcast+ e solicitar uma demonstração, acesse.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.