IRB distribuiu a acionistas documento de suposta fatia na Berkshire

IRB distribuiu a acionistas documento de suposta fatia na Berkshire

Fernanda Guimarães e Cristiane Barbieri

04 de março de 2020 | 12h00

A Coluna do Broadcast noticiou, na semana passada, que o Berkshire Hathaway havia comprado ações do IRB Brasil Re, logo após uma carta da gestora Squadra, que questionou o balanço financeiro do ressegurador e atingiu o preço das ações. Com a nota, publicada após checagem junto a fonte do mercado, houve alta nos papéis da empresa. Os acionistas do IRB, que procuraram o ressegurador, receberam uma tabela de acionistas, mostrando que tanto o megainvestidor, quanto outros grandes fundos, haviam aumentado sua posição na empresa. Era a mesma a qual o Estadão/Broadcast havia tido acesso e que agora circula nas redes sociais. Na noite de ontem, porém, o Berkshire afirmou, em comunicado, que nunca deteve ações e “não tem a intenção de se tornar um acionista do IRB”.

Questionamentos. Antes do Berkshire vir a público, o IRB se pronunciou sobre a informação de crescimento dos investimentos por parte do fundo de Buffett. Na segunda-feira, dia 2, pela manhã, em teleconferência fechada para analistas do “sell side” (responsáveis por promover e recomendar investimentos no mercado financeiro), o presidente do ressegurador, José Carlos Cardoso, e o diretor financeiro, Fernando Passos, ao serem questionados, confirmaram que o fundo de Buffett havia intensificado a compra de ações da resseguradora e aumentado sua posição.

Relatório. Em comentário enviado a clientes, o BTG Pactual ressaltou que, na ocasião, os executivos “destacaram que a compra recente foi realizada pela Berkshire Hathaway International Insurance Limited. O Berkshire já era cliente e retrocessionária do IRB no passado, passou a ser investidor e recentemente aumentou a posição”, ressaltava o relatório do BTG. O Conselho de Administração do IRB, agora sob o comando de Pedro Guimarães, presidente da Caixa, deve se reunir nesta manhã para tratar da crise. Em comunicado na noite de ontem, a administração do IRB disse que “nunca afirmou que tal grupo fosse seu acionista”, contradizendo o que tinha afirmado na teleconferência.

Tem mais. No meio da imbróglio, o presidente de conselho, Ivan Monteiro, renunciou ao cargo. O IRB negou a informação num primeiro momento, mas confirmou na noite de sexta-feira, dizendo que o executivo saiu por “problemas de saúde”. O Estadão/Broadcast havia apurado, contudo, que a razão da saída foi “desconforto” com a administração. Procurado, o IRB não se manifestou.

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Siga a @colunadobroadcast no Twitter

Quer saber mais sobre o Broadcast? Fale conosco

 

Tudo o que sabemos sobre:

IRBresseguroSquadra

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: