Itaú BBA estuda entrar na comercialização de energia elétrica

Itaú BBA estuda entrar na comercialização de energia elétrica

Coluna do Broadcast

25 de outubro de 2019 | 04h00

O Itaú BBA avalia alternativas e oportunidades para ingressar no negócio de comercialização de energia elétrica. A ideia é atender à demanda dos clientes do braço de atacado do conglomerado. O maior banco privado da América Latina segue, assim, os passos dados por rivais. O Santander Brasil criou, no ano passado, uma comercializadora e o BTG Pactual opera, há anos, no segmento, figurando entre os maiores comercializadores de energia, em volume contratado. A compra e venda de energia tem atraído muita atenção de investidores, por conta do crescimento dos últimos anos e da perspectiva de ampliação do mercado. As discussões sobre a modernização do setor elétrico, que envolvem a liberalização deste segmento, hoje restrito a grandes consumidores, têm se acelerado.

Tá liberado. Na prática, já há um cronograma definido de redução dos limites mínimos de consumo, para que o consumidor possa atuar no chamado mercado livre de energia. Estão em estudo novos cortes. Além disso, avançam iniciativas que tendem a aproximar o setor elétrico do mercado financeiro, como a criação de derivativos de energia. Procurado, o Itaú BBA não comentou.//Luciana Collett

Contato: colunabroadcast@estadao.com
Siga a @colunadobroadcast no Twitter

Tudo o que sabemos sobre:

Itaú BBA

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: