Itaú entra na coalizão por fundos patrimoniais filantrópicos do IDIS

Itaú entra na coalizão por fundos patrimoniais filantrópicos do IDIS

Cynthia Decloedt

03 de setembro de 2021 | 05h30

Banco participa da gestão de fundos patrimoniais desde a década de 1980  Foto: Daniel Teixeira/Estadão

O Itaú Unibanco aderiu à coalizão pelos fundos patrimoniais filantrópicos, movimento criado em 2019 pelo Instituto para o Desenvolvimento do Investimento Social (IDIS) e que tem 70 membros. Esses fundos nascem a partir de doações e, por serem administrados e geridos profissionalmente, garantem um fluxo perene de recursos para projetos filantrópicos. A ideia da coalização é fortalecer esse tipo de estrutura de alocação e gestão, conhecida internacionalmente como endowments. O Itaú assume a posição de parceiro master, representado pelas áreas de private banking e asset management nessa iniciativa.

Os fundos de endowment são investidores relevantes no mercado financeiro global. Os maiores deles são o Novo Nordisk Foundation, da Dinamarca, com mais de US$ 49 bilhões; e o da fundação Bill & Melinda Gates Foundation, do bilionário Bill Gates, fundador da Microsoft, de US$ 46 bilhões. O IDIS não tem um levantamento de quanto em recursos há investido em fundos patrimoniais do Brasil.

Educação e Cultura

O Itaú participa da gestão de fundos patrimoniais desde a década de 1980, na operação de produtos ligados ao conglomerado, especialmente o Instituto Unibanco e, posteriormente, a Fundação Itaú para Educação e Cultura. Essa atuação foi se expandindo ao longo do tempo para os clientes do banco. A instituição financeira atua na gestão de investimentos, estruturação e como agente fiduciário de tais fundos. Atualmente, o Itaú Unibanco tem R$ 10,3 bilhões sob gestão em fundos patrimoniais.

Até 2019, não havia regulamentação para o funcionamento de fundos patrimoniais. A lei 13.800 estabeleceu as regras para a criação de fundos patrimoniais segregados das entidades com o objetivo de arrecadar, gerir e destinar doações de pessoas físicas e jurídicas privadas para programas, projetos e demais finalidades de interesse público.

 

Esta nota foi publicada no Broadcast+ no dia 02/09/21 às 13h38.

O Broadcast+ é a plataforma líder no mercado financeiro com notícias e cotações em tempo real, além de análises e outras funcionalidades para auxiliar na tomada de decisão.

Para saber mais sobre o Broadcast+ e solicitar uma demonstração, acesse 

Contato: colunabroadcast@estadao.com

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.