Itaú Unibanco e Porto Seguro irão além no casamento

Itaú Unibanco e Porto Seguro irão além no casamento

Coluna do Broadcast

25 Setembro 2018 | 04h00

O Itaú Unibanco e a Porto Seguro irão além no casamento selado há quase uma década. O novo negócio ocorre no âmbito do projeto de plataforma de seguros aberta do banco. Pelo que já foi acertado – ainda falta assinar o contrato -, o Itaú vai distribuir produtos de fiança locatícia, em que a Porto é líder com 90% do setor, seguro condomínio e saúde para pequenas e médias empresas em São Paulo e Rio de Janeiro. Ainda há conversas em andamento, o que indica que a lista de negócios envolvendo a Porto pode aumentar.

Tudo como antes. A nova parceria de Itaú e Porto não muda em nada o casamento vigente. O acordo, assinado em 2009 e com duração de 30 anos prorrogáveis por mais 15 anos, transferiu para a seguradora da família Garfinkel a gestão de todo o negócio dos segmentos de seguro automóvel e residência do banco. Em troca, o Itaú ficou com 30% do capital da Porto. E por sinal a parceria vai muito bem, obrigado.

Vale lembrar. O verdadeiro marketplace que o Itaú montou na sua operação de seguros, replicando o que fez em investimentos, visa a ampliar o seu braço de distribuição de apólices – sejam de terceiros ou próprias – e também aumentar o portfólio do banco. Além da Chubb (ex-Ace), que comprou a carteira de grandes riscos do Itaú, também participam do projeto a MetLife, a Icatu e a Prudential, que levou a carteira de seguro de vida em grupo. Procurado, o Itaú informou que “estuda todas as oportunidades de mercado, mas não tem algo fechado”. A Porto não comentou.

Siga a @colunadobroad no Twitter

Para ver a Coluna do Broadcast sem o delay assine o Broadcast+ e veja todos as notícias em tempo real

Mais conteúdo sobre:

ItaúPorto Seguro