Jörg Friedman, ex-Citi, chefiará área de relações com investidores do Nubank

Jörg Friedman, ex-Citi, chefiará área de relações com investidores do Nubank

Aline Bronzati e Altamiro Silva Júnior

17 de maio de 2022 | 17h22

Ações da banco digital acumulam queda de 54% no ano Foto: JF Diorio/Estadão

O chefe de análises do setor financeiro para a América Latina do Citi, Jörg Friedman, deixou o banco norte-americano, com destino ao Nubank, no qual começa em julho. Na mudança de casa, ele também muda de lado. Deixa a área que recomenda investimentos para assumir a que atende os investidores (IRO, na sigla em inglês). Friedman vai se reportar ao diretor financeiro da fintech, Guilherme Lago.

Friedman, presença constante há alguns anos nas teles de resultados e reuniões com analistas dos grandes bancos, assume no lugar de Federico Sandler, que deixou o Nubank em março. Ele assume a posição em um momento difícil para o Nubank, com grande  volatilidade das ações. Os papéis da fintech acumulam queda 54% no ano até o fechamento de ontem (16), dia em que revelou seus números trimestrais. O banco digital teve prejuízo líquido de US$ 45 milhões, menor que o esperado pelo mercado.

Ambiente econômico ficou mais desafiador para o banco

O fundador e presidente do Nubank, David Vélez, disse à coluna que o ambiente econômico ficou mais desafiador, mas os três primeiros meses de 2022 foram o melhor trimestre da história do banco digital, com receitas recordes e total de clientes encostando em 60 milhões.

No Citi já há uma movimentação para substituir Friedman em curso. O analista Gabriel Gusan, que também acompanha o setor financeiro, mas com olhar em empresas que não são bancos, deve assumir o posto de Friedman. Procurados, Nubank e Citi não comentaram.

 

Esta nota foi publicada no Broadcast no dia 17/05/22, às 11h01

O Broadcast+ é uma plataforma líder no mercado financeiro com notícias e cotações em tempo real, além de análises e outras funcionalidades para auxiliar na tomada de decisão.

Para saber mais sobre o Broadcast+ e solicitar uma demonstração, acesse.

 

Tudo o que sabemos sobre:

Bancosbanco digitalNubankciti

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.