Klein e XP escolhem novos conselheiros da Via Varejo

Klein e XP escolhem novos conselheiros da Via Varejo

Coluna do Broadcast

12 de julho de 2019 | 05h00

Em processo de reestruturação desde a saída do GPA de seu capital social, o Conselho de Administração da Via Varejo, dona das Casas Bahia e Ponto Frio, está prestes a ser reformado. A família Klein, maior acionista da varejista após o leilão, no mês passado, quando comprou as ações e passou a deter 27,7% da companhia, deverá indicar Marcel Cecchi, diretor de finanças do Grupo CB, holding da família, e Raphael Klein, filho de Michael Klein, que foi o principal executivo das Casas Bahia e já assumiu a presidência do conselho de administração da empresa. Cecchi já foi membro do conselho de administração, do fiscal e hoje ocupa cadeira no comitê de auditoria, órgão obrigatório nas empresas listadas no Novo Mercado, segmento de mais elevadas obrigações de governança corporativa da B3. Raphael, por sua vez, já presidiu a Via Varejo até 2012. Do lado da XP Investimentos, que entrou no leilão como comprador e possui hoje 6,4% da companhia, a indicação foi do ex-Itaú Unibanco Rogério Calderón. A formalização das indicações ocorrerá na próxima reunião do conselho de administração da Via Varejo, que deverá ser convocada no próximo dia 15 e ser realizada no dia 23.

Repeteco

Essa é a segunda vez que a XP indica o nome de Calderón para as empresas em que tem investimentos. Antes, o elegeu para o colegiado da Qualicorp, operadora de planos de saúde. A XP deseja fazer mais uma indicação, mas ainda avalia o nome.

Em grupo

Além de Michael Klein na presidência do conselho, fazem parte do grupo atualmente Roberto Fulcherberguer, que assumiu a presidência executiva da Via Varejo, Alberto Guth, da Andra Partners, e Renato Carvalho, sócio da Laplace.

Hora da virada

Na semana passada, o sócio gestor de renda variável da XP Asset Management, João Braga, afirmou que atualmente a Via Varejo representa a maior posição do fundo de ações da XP e que a aposta é em um de processo de recuperação da varejista. Um dos pilares para a crença de melhoria estaria, comentou, na completa mudança da gestão da empresa. Ele acredita que a Via Varejo possui a maior assimetria na Bolsa, dada a sua distância de valor de mercado em relação à concorrente Magazine Luiza. Procurados, XP, Via Varejo e Klein não comentaram.

Contato: colunadobroadcast@estadao.com

Siga a @colunadobroadcast no Twitter

Para ver a Coluna do Broadcast sem delay, assine o Broadcast+

Tendências: