Liberação do FGTS leva à revisão de apenas 0,2 ponto porcentual em projeção do varejo

Liberação do FGTS leva à revisão de apenas 0,2 ponto porcentual em projeção do varejo

Coluna do Broadcast

31 de julho de 2019 | 04h00

A liberação parcial do FGTS levou a Associação Comercial de São Paulo a fazer um leve ajuste de alta de 0,2 ponto na projeção para o crescimento do varejo neste ano. A estimativa é que a alta seja de 1,3%, ante uma variação esperada de 1,1%. Apesar da revisão, o número segue muito abaixo do visto nos anos anteriores. Em 2018, o aumento foi de 2,3% e, em 2017, de 2,1%. No início do ano, vale recordar, as expectativas de aumento para o varejo estavam entre 2% e 3%.

Levou tudo. O saque por conta do FGTS neste ano será de até R$ 500 por conta. Haverá ainda a liberação do PIS/Pasep, que também influenciou a decisão para a melhora da estimativa da entidade. A projeção foi feita pelo Instituto de Economia Gastão Vidigal/ACSP com base em dados do varejo do IBGE, dos juros, do crédito à pessoa física e da massa salarial ampliada disponível, do Banco Central, e do Índice Nacional de Confiança/ACSP.

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Siga a @colunadobroadcast no Twitter

Tudo o que sabemos sobre:

varejoFGTS

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.