Linx cria área para liderar disputa na oferta de omnichannel para varejistas

Coluna do Broadcast

17 de maio de 2019 | 04h00

A Linx, empresa voltada a tecnologia para o varejo, está empenhada em liderar a disputa pelas varejistas que trabalham na construção de plataformas de vendas online (marketplace) e na integração dos canais físicos e virtuais (omnichannel). Para isso, criou uma nova divisão, a Linx Digital, com status de vice-presidência, comandada por Jean Klaumann, que está no conselho da companhia desde 2011. A nova área já responde por 13% da receita da multinacional brasileira e a Linx ainda calcula para quanto essa fatia pode aumentar com a nova configuração. Entre seus clientes atualmente estão Marisa e Hering. Seus maiores concorrentes na oferta de serviços de backoffice para as varejistas estão a Totvs, a SAP e a Oracle.

Pesado. Na criação da área voltada a varejistas em transformação digital, a Linx investiu mais de R$ 250 milhões nos últimos quatro anos para a aquisição das empresas Neemu, Chaordic, ShopBack, Percycle e DGC. No desenvolvimento de ominichannel, a Linx aportou outros R$ 20 milhões. Somando as demais divisões, a empresa tem 41% do varejo nacional em sua carteira.

Tudo o que sabemos sobre:

Linxvarejo