Locação de galpões se recupera no Rio, mas mercado segue desafiador

Locação de galpões se recupera no Rio, mas mercado segue desafiador

Coluna do Broadcast

22 de maio de 2019 | 04h00

O mercado de galpões logísticos – que serve de termômetro para a atividade de varejistas e pequenas indústrias – ofereceu sinais de recuperação no Rio de Janeiro nos três primeiros meses do ano. Levantamento da consultoria imobiliária Newmark Grubb mostra que o saldo entre áreas alugadas e devolvidas (chamado pelo jargão de ‘absorção líquida’) foi positivo em 43 mil m² no primeiro trimestre de 2019 na região, o que corresponde a quase metade do visto em 2018. Entre os principais negócios, está a locação de 7 mil m² pela FedEx na região de Queimados, no Grande Rio.

Em alerta. Mas o cenário econômico para o restante do ano ainda é bastante desafiador. Na avaliação da Newmark Grubb, as locações de galpões avançaram devido à conclusão de negociações iniciadas ainda em 2018, quando os inquilinos condicionavam a assinatura do contrato ao resultado das eleições e à maior clareza sobre os rumos do País. Por isso, o segundo trimestre é crucial para definir se haverá, de fato, continuidade na recuperação do mercado de galpões.

contato : colunabroadcast@estadao.com

Siga a @colunadobroad no Twitter

Para ver a Coluna do Broadcast sem o delay assine o Broadcast+

Tudo o que sabemos sobre:

mercado imobiliário

Tendências: