Maioria dos fundos distress nos EUA desconhece impasses na Oi

Maioria dos fundos distress nos EUA desconhece impasses na Oi

Coluna do Broadcast

22 Setembro 2017 | 05h00

Grande parte dos fundos norte-americanos que investem em ativos problemáticos, e que carregam bônus da Oi, desconhece os riscos implícitos no processo de recuperação judicial da companhia. Profissionais de ativos distress afirmam que vários desses fundos descartam, por exemplo, a possibilidade de a concessão ser caçada e não se preocupam com a pressão exercida no desenho do plano por um “único acionista” que possui apenas 6% de participação na tele.

Concentração
O que também chama a atenção, dizem, é que nos Estados Unidos todos os grandes fundos distress tem Oi em suas carteiras. Detentores de bônus são os maiores credores da tele, que registrou dívida de R$ 65 bilhões no pedido de recuperação feito há mais de um ano. Mas no mercado, o número comentado já é de R$ 80 bilhões.

Siga a @colunadobroad no Twitter