Mal-estar entre Casino e Klein pode atrasar processo de venda da Via Varejo

Coluna do Broadcast

24 de março de 2017 | 05h00

O processo de venda do controle da Via Varejo pelo Grupo Pão de Açúcar (GPA) pode emperrar. Criou-se um desconforto no Grupo Casino com o sinal de interesse da família Klein nessa fatia, o que adiou novamente o prazo para entrega das ofertas não-vinculantes, que terminaria hoje (24), depois de já ter sido estendido em uma semana. O grupo francês, que controla o GPA, não interpretou de forma positiva o eventual interesse do sócio minoritário na compra da rede dona de Casas Bahia e Pontofrio, visto que, até o momento, os Klein insistiam que utilizariam o processo para saírem do investimento.

Sem preocupação

Embora a abertura de mais tempo para apresentação de propostas possa ser vista como indicação de que não há interessados, prejudicando o preço, o Casino não estaria preocupado. Nesse caso, a oferta poderia ser beneficiada pela expectativa de alta nos preços dos ativos do setor de varejo a partir da potencial alta no consumo. O resultado da Via Varejo vinha, inclusive, melhorando e os controladores já estariam, por conta disso, estudando empurrar a venda para depois. Procurado, o Casino disse que não comenta rumores de mercado. Klein, que vinha negando contato com fundos, não se pronunciou até o fechamento desta Coluna. (Com Dayanne Sousa)

Siga a @colunadobroad no Twitter

Tendências: