Manifestações de 7 de setembro fizeram crescer investimentos no exterior

Manifestações de 7 de setembro fizeram crescer investimentos no exterior

Bruna Camargo

03 de outubro de 2021 | 05h10

Apoiadores do presidente Bolsonaro no 7 de setembro, na capital paulistana   Foto: Léo Souza/Estadão

As manifestações do 7 de setembro, promovidas pelo presidente Jair Bolsonaro com pautas consideradas antidemocráticas por alguns setores, foram uma prova concreta de que a busca por segurança no exterior aumenta quando cresce a percepção de risco local. A plataforma Stake, parceira da Ativa Investimentos, viu subir os aportes em ações e ETFs (títulos locais lastreados em fundos de índices estrangeiros) norte-americanos, nos dias subsequentes às passeatas.

Os valores enviados para fora aumentaram em 25% e houve crescimento significativo no número de abertura de novas contas, segundo Rodrigo Lima, analista de investimentos da Stake. Para ele, os dados indicam que mais brasileiros estão “percebendo a importância de dolarizar ao menos parte de seu patrimônio, tanto para aproveitar oportunidades não disponíveis no País, como para proteger seu capital em moeda forte.”

Na corretora Avenue Securities, que também dá acesso ao mercado acionário norte-americano, houve maior busca de proteção contra o risco-Brasil com aplicações em renda fixa estrangeira, por meio de ETFs. De acordo com Roberto Lee, CEO da Avenue, o volume financeiro em ETFs de renda fixa cresceu em torno de 35%.

 

Esta nota foi publicada no Broadcast+ no dia 01/10/2021 às 16h30.

Broadcast+ é a plataforma líder no mercado financeiro com notícias e cotações em tempo real, além de análises e outras funcionalidades para auxiliar na tomada de decisão.

Para saber mais sobre o Broadcast+ e solicitar uma demonstração, acesse

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.