Martins, Ex-Vale, faz roadshow em busca de investidor para Bahia Mineração

Martins, Ex-Vale, faz roadshow em busca de investidor para Bahia Mineração

Economia & Negócios

28 de julho de 2018 | 04h00

O ex-diretor de Ferrosos da Vale, José Carlos Martins, segue bastante ativo no mundo da mineração. O executivo, que teve seu nome aventado na disputa pela presidência da Vale no início do ano passado, está realizando roadshows (apresentação a investidores) da Bahia Mineração (Bamin), que busca um investidor para dar tração ao seu projeto. A Bamin é presidida, desde o fim do ano passado, por Eduardo Ledsham, também ex-Vale. Martins já conversou com potenciais investidores na China, Oriente Médio e Europa. Em agosto, embarca para Coreia do Sul e Estados Unidos.

De olho na qualidade.A mina da companhia, com uma capacidade de produção anual entre 16 e 17 milhões de toneladas, é obviamente muito pequena perto do volume da Vale – de cerda de 400 milhões -, mas a qualidade do insumo, com um teor médio de ferro entre 65% e 69,5% (o que é bastante elevado), tem chamado a atenção.

E tem mais. Outra vantagem que tem sido apresentada é o fato de o projeto já possuir todas as licenças, inclusive da barragem, o que é muito significativo, principalmente após a tragédia da Samarco. O controle acionário da Bahia Mineração, que iniciou sua formação em 2005 com o projeto Pedra de Ferro, é hoje de uma empresa do Cazaquistão, a Eurasian Resources Group (ERG). Essa companhia tem um portfólio de ativos de produção e projetos em desenvolvimento em 14 países.

Para ver a Coluna do Broadcast sem o delay assine o Broadcast+ e veja todos as notícias em tempo real.

Siga a @colunadobroad no Twitter

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.