Masagão assume funções de Campos Neto na tesouraria do Santander no Brasil

Masagão assume funções de Campos Neto na tesouraria do Santander no Brasil

Coluna do Broadcast

16 de novembro de 2018 | 12h36

Luiz Masagão, atualmente diretor de Tesouraria com clientes do Santander Brasil, ficará responsável também pelas operações de tesouraria proprietárias do banco, função que estava sob o guarda-chuva das atribuições de Roberto Campos Neto, que está deixando a instituição para presidir o Banco Central no governo eleito de Jair Bolsonaro. Funcionários do banco foram informados nesta sexta-feira, dia 16, de que Masagão assumirá essa nova função imediatamente.

Homem forte
Masagão terá em mãos o maior volume de operações de câmbio de tesouraria do País, de acordo com dados do Banco Central. No acumulado de janeiro a outubro, o Santander movimentou em sua tesouraria US$ 300 bilhões em operações primárias de câmbio (importação e exportação, assim como transferências) e operações interbancárias. O segundo banco nesse ranking é o Citi, seguido por Bradesco e Itaú Unibanco.

Fatiado
Campos Neto era responsável também pelas operações de mercado de tesouraria das Américas, função que será transferida para Jorge de Gortari, até então responsável pela área global de crédito e cross market.

Siga a @colunadobroad no Twitter

Para ver a Coluna do Broadcast sem o delay assine o Broadcast+ e veja todos as notícias em tempo real.