Maxipay prevê abrir 200 agências físicas em 3 anos

Maxipay prevê abrir 200 agências físicas em 3 anos

André Ítalo Rocha

13 de janeiro de 2021 | 05h20

Foto: Monica Zarattini/AE

Enquanto os principais bancos se apressaram para fechar agências ou restringir horários de atendimento durante o isolamento social imposto pela pandemia, uma fintech de pagamentos fez o caminho contrário. De olho em suprir a demanda daqueles que ficaram “órfãos” dos bancos, a Maxipay abriu 150 agências ao longo de 2020 e tem planos de inaugurar outras 200 unidades em um período de um a três anos.

Planos. As agências da Maxipay são como quiosques e a maioria delas está instalada em supermercados, em especial na região Nordeste, onde a empresa começou suas atividades. Seus principais serviços são o pagamento de contas e tributos, com a possibilidade de o cliente tomar um empréstimo consignado no balcão para quitar os boletos. Lançada em 2019, a fintech pegou gosto e pretende entrar com pedido para ser formalizada pelo Banco Central (BC) como uma instituição financeira. Também tem a expectativa de receber um aporte de R$ 10 milhões a R$ 30 milhões em um período de até 36 meses.

contato: coluna.broadcast@estadao.com

Tudo o que sabemos sobre:

maxipayagênciafintech

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: