Melhora no emprego gera alta de 2,7% na intenção de consumo em abril, diz CNC

Melhora no emprego gera alta de 2,7% na intenção de consumo em abril, diz CNC

Daniela Amorim

19 de abril de 2022 | 05h30

Apesar de melhora, indicador segue na zona de insatisfação Foto: Alex Silva/Estadão

A melhora recente registrada pelo mercado de trabalho elevou o apetite dos consumidores brasileiros por compras em abril, segundo a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). A Intenção de Consumo das Famílias (ICF) cresceu 2,7% em relação a março, o quarto mês seguido de aumentos. O indicador subiu a 78,5 pontos, maior nível desde maio de 2020, quando estava em 81,7 pontos.

Em relação a abril de 2021, quando registrava 70,7 pontos, o ICF cresceu 11,1%. Apesar da melhora, o indicador permanece na zona de insatisfação, abaixo dos 100 pontos.

Segundo a CNC, o destaque na pesquisa de abril foi o componente que avalia o Emprego Atual, com crescimento de 2,8% em relação a março, subindo a 103,9 pontos, maior nível desde abril de 2020 e a mais elevada pontuação entre os subitens avaliados.

 

Esta nota foi publicada no Broadcast no dia 18/04/22, às 17h07.

O Broadcast+ é uma plataforma líder no mercado financeiro com notícias e cotações em tempo real, além de análises e outras funcionalidades para auxiliar na tomada de decisão.

Para saber mais sobre o Broadcast+ e solicitar uma demonstração, acesse.

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Tudo o que sabemos sobre:

consumoindicadorCNCvarejocomércio

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.