Melhora relação da indústria paulista com bancos, mas problemas persistem

Melhora relação da indústria paulista com bancos, mas problemas persistem

Coluna do Broadcast

25 de outubro de 2019 | 04h00

A relação da indústria paulista com os bancos melhorou, mas está longe de ser um casamento feliz. A proporção de empresas que têm dificuldades com instituições financeiras caiu de 70,7% no ano passado para 65,9% em 2019, conforme levantamento da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp). A fatia de indústrias com dificuldades para honrar suas dívidas também melhorou. Passou de 31,5% em 2018 para 24,7% neste ano. Já a porcentagem daquelas com parcelas em atraso diminuiu de 12,4% para 7,5%.

Tem chão ainda. Apesar de o relacionamento estar melhor, os números ainda são preocupantes, na visão da Fiesp. Mostram que os problemas persistem, a despeito de os bancos terem evoluído no trato com o mundo corporativo durante a crise e a Selic estar em seu menor nível histórico, em 5,5%, podendo chegar a 4,5% no fim deste ano.

Contato: colunabroadcast@estadao.com
Siga a @colunadobroadcast no Twitter

Tudo o que sabemos sobre:

indústriaBancos

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.