Mercado de fundos imobiliários retoma captações, mas só para investidor qualificado

Mercado de fundos imobiliários retoma captações, mas só para investidor qualificado

Circe Bonatelli

01 de maio de 2020 | 05h11

Após o baque sobre o mercado financeiro, os gestores de fundos de investimentos imobiliários (FIIs) começaram a retomar os processos de captação de recursos, paralisados pela pandemia do coronavírus. A gestora RBR lançará nas próximas semanas uma oferta subsequente (follow on, no jargão do mercado) para captar entre R$ 100 milhões e R$ 200 milhões para seu FII de crédito imobiliário – que financia construtoras e recebe os apartamentos como garantias. A oferta será do tipo restrita, isto é, voltada apenas a investidores qualificados.

Tem mais. Neste mês, a Mogno Capital lançou uma oferta, também restrita, para levantar aproximadamente R$ 70 milhões para seu fundo de fundos imobiliários. A expectativa é de que o mercado de FIIs ganhe força a partir de maio, mas sem a mesma euforia que o marcouantes da crise, quando houve atração massiva de pessoas físicas para fundos em operações que movimentavam centenas de milhões de reais.

Mas para poucos. Diante do cenário turbulento, as próximas transações serão voltadas a investidores qualificados, como family offices, fundos de pensão e outros investidores institucionais.

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: