Após captar quase R$ 1 bi, fundo imobiliário compra 3º prédio corporativo em menos de um ano

Após captar quase R$ 1 bi, fundo imobiliário compra 3º prédio corporativo em menos de um ano

Circe Bonatelli

22 de abril de 2021 | 05h05

‘Quadrilátero de ouro’ perto da Leopoldo Couto de Magalhães, no Itaim / Foto: Alex Silva/Estadão

 

O fundo de investimento imobiliário VBI Prime Properties, que fez história em julho ao concluir uma das maiores captações de recursos já registradas no setor (R$ 972 milhões de uma vez só), aproveitou as incertezas geradas pela pandemia para fazer a terceira aquisição de um grande imóvel comercial, em menos de um ano. O VBI acaba de acertar a compra de metade do edifício Union por R$ 177 milhões, da Amy Incorporadora. O imóvel em obras será entregue em outubro de 2023 e, quando pronto, terá 10 mil metros quadrados de área bruta locável.

Para diluir as incertezas sobre o ritmo de locação em meio à pandemia, ficou acordado o pagamento de uma renda mínima ao fundo no montante de 6,9% do valor investido. O acordo ficará vigente por um ano após a expedição do habite-se, para diluir riscos de o imóvel encalhar sem inquilinos nos próximos anos.

Novo empreendimento fica em região valorizada de São Paulo

O Union fica em um tipo de ‘quadrilátero de ouro’ do Itaim Bibi, a poucas quadras de prédios triplo A como Pátio Malzoni, Birmann 32, Infinity e Vista FL, nos quais o aluguel pedido está na faixa de R$ 200 por metro quadrado (quase o dobro da média da cidade). Sua localização exata é a esquina da Rua Leopoldo Couto de Magalhães com a Rua Prof. Atilio Innocenti, em frente ao restaurante Ráscal.

O VBI Prime indica a aposta de investidores no mercado de edifícios corporativos de alto padrão em São Paulo, mesmo com as incertezas sobre o ritmo de locações com a crise econômica e a popularização do home office. Do total de recursos captados no ano passado, R$ 410 milhões foram aplicados na compra do edifício Park Tower, na Av. Brigadeiro Luis Antonio e ocupado pela Prevent Senior. Outros R$ 340,5 milhões foram para a aquisição de metade do prédio FL 4440, na Faria Lima, um triplo A que tem como inquilinos o UBS e o China Construction Bank, entre outros. Ambos estão 100% alugados.

 

Esta reportagem foi publicada no Broadcast+ no dia 21/04, às 12h58.

O Broadcast+ é uma plataforma líder no mercado financeiro com notícias e cotações em tempo real, além de análises e outras funcionalidades para auxiliar na tomada de decisão.

Para saber mais sobre o Broadcast+ e solicitar uma demonstração, acesse.

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Siga a @colunadobroad no Twitter

Tudo o que sabemos sobre:

imóveisinvestimentosmercado imobiliário

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.