Metalex, da CBA, investe R$ 50 milhões no tratamento de sucata

Metalex, da CBA, investe R$ 50 milhões no tratamento de sucata

Wagner Gomes

23 de outubro de 2020 | 05h20

A Metalex, empresa da Companhia Brasileira de Alumínio (CBA), está investindo R$ 50 milhões na instalação de uma nova linha de tratamento de sucata. A ideia é entregar ao mercado um tarugo, usado como matéria-prima para a extrusão de perfis de alumínio, ainda mais sustentável.

No forno. Na primeira fase dos investimentos, quando será instalado um forno Sidewell, a produção de tarugos passará de 75 mil para 90 mil toneladas por ano, no fim de 2021. Já a segunda etapa permitirá maximizar o consumo atual de sucata no mix de produção dos tarugos de 60% para 80%. O início desta operação está previsto para 2023.

Menos mal. A reciclagem é uma tendência mundial e o investimento em um produto menos agressivo ao meio ambiente pega bem para qualquer empresa. Luis Jorge, diretor do negócio de produtos primários da CBA e responsável também pela operação da Metalex, diz que, com as discussões sobre a questão climática, reciclar é a melhor saída. Quando toda a linha estiver em atividade, a emissão de GEE será de 1,4 t CO2e (toneladas de dióxido de carbono equivalente) para cada tonelada de alumínio produzido.

contato: colunadobroadcast@estadao.com

Siga a @colunadobroad no Twitter

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.