Minoritários da MRV aguardam proposta final de Menin para compra da AHS

Minoritários da MRV aguardam proposta final de Menin para compra da AHS

Coluna do Broadcast

14 de novembro de 2019 | 04h00

Por Circe Bonatelli

Após realizarem diversas contestações, os acionistas minoritários da MRV estão no aguardo da proposta final para a compra da construtora norte-americana AHS Residential. A intenção de compra foi anunciada no início de setembro e desde então está pendente a convocação da assembleia de acionistas que votará a proposta. Nesse período de incertezas, a ação recuou 4% na bolsa. A convocação foi adiada por duas vezes, porque a MRV foi questionada sobre a governança corporativa da operação. Os minoritários estão preocupados sobre possíveis conflitos de interesses, uma vez que Rubens Menin é o controlador tanto da MRV quanto da AHS.

Impecável. Pressionada, a MRV decidiu ouvir os acionistas antes de seguir para a assembleia. Até aqui, a direção da construtora tem tido uma conduta formal classificada como “impecável” por um dos minoritários mais relevantes do grupo. A visão é de que a direção está analisando com bastante “escrutínio, cautela e seriedade” todas observações enviadas pelos acionistas. Ainda assim, ainda não está claro qual será o desenho final da proposta. Há dúvida, por exemplo, se Menin vai votar na assembleia. Menin disse até aqui que não vai revelar se votará ou não por recomendação de seus advogados. Se confirmada, a compra envolverá um aporte de, no mínimo, US$ 220 milhões, e, no máximo, US$ 255 milhões por meio da subscrição de 20% a 50% do capital social da AHS.

Contato: colunabroadcast@estadao.com
Siga a @colunadobroadcast no Twitter

Tudo o que sabemos sobre:

MRV

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.